06 dezembro 2007

A bunda de Darwin

O Brasil é um país maravilhoso por abraçar as diferenças raciais com naturalidade.
Eu estava na fila do cinema quando vi, um pouco à frente, um casal diferente. Ela de traços orientais. Olhos puxados, pele amarelada, cabelos negros escorridos, peitos semelhantes a ovos fritos e ausência de bunda. Ele de traços africanos. Pele cor de ébano, lábios grossos, nariz achatado e bundão.
Achei engraçados os dois traseiros ladeados.
Atiçou-me a curiosidade. A mesma curiosidade que teve Darwin ao desembarcar em Galápagos e observar as diferentes espécies de animais.
Lá, em Galápagos, ele desenvolveu a Teoria da Evolução em que, na luta pela vida, os organismos desenvolvem características que favorecem a sobrevivência da espécie. Assim a girafa alongou o pescoço para alcançar as folhas mais altas das árvores e o camelo dos desertos, para armazenar água, consegue beber até 120 litros de água de uma única vez. Nenhum destes animais estava em Galápagos como o filme que eu veria pouco depois também não se passava naquela ilha.
Aquelas bundas e a teoria da evolução me fizeram refletir que, lá no passado distante, a cópula humana devia ser como a dos outros quadrúpedes, naquela posição em que Napoleão perdeu a guerra.
E se o oriental, é o que dizem, tem um bilau pequeno então a fêmea oriental de geração em geração, teve sua poupança diminuída para que houvesse a fecundação.
Por outro lado, isto é, pelo mesmo lado, o traseiro, as fêmeas africanas, com o passar das gerações tiveram sua poupança aumentada para evitar as espetadas doloridas das enormes – é o que dizem – espadas africanas.
Coitada daquela japonesa namorando o negão.

5 comentários:

Klotz disse...

Comentários no Bar dos Escritores Ezine - http://bardoescritor.blogspot.com/2007/12/bunda-de-darwin.html#
1. Deveras disse: 05/12/07 01:10 Hehehehe... Taí um texto que Darwin deveria ter lido para formular sua teoria, rs
ficanapaz
2. Paulinho Bomfim disse:
05/12/07 03:49 Achei hilário, muito bom, kkkkk
Tem um final bem bacana que se bem trabalhado daria um ótimo nanoconto...
3. Paulinho Bomfim disse:
05/12/07 04:00 Gostei muito, até hilário foi no final, rsrsrsr...
4. Muryel De Zoppa disse:
05/12/07 09:28 Divertido e bem escrito.
5. Ze Lopes disse:
05/12/07 11:11 Já havia pensado nesta questão: Um cópula afro-nipônica. Mas, certamente, não a desenvolveria com tanta elegância.
6. Carlos Cruz disse:
05/12/07 18:54 hahahaha!
japa masô.
muito bom!

Anônimo disse...

coitada nada!! :D

maray

Gigio disse...

klotz, a flávia valente está em brasília e iremo num boteco na quarta. ligue-me para a gente combinar!
[]s

Natalia Ferreira disse...

Formidável!!!

Klotz disse...

"Me acabei de rir com o a teoria do Klotz. O sujeito precisa ser no mínimo genial para estabelecer um paradoxo entre a teoria da evolução e o tamanho das bundas.

Imagina: bundas pequenas, para não atrapalharem a performance dos pequenos órgãos, e o oposto também.

Como eu falei, humor e crônica não são para qualquer um. São para os Klotz!"

Foram palavras em e-mail de amiga que esceve muuuuuuito.

 
Search Engine Optimisation
Search Engine Optimisation