20 setembro 2009

Meu carro


Os vidros são claros: nada tenho a esconder. Tem ar condicionado: não preciso de desculpa para ventilar perfumes diferentes do seu. A cadeirinha da nenê mostra meu orgulho de ser pai. O crucifixo pendurado no espelho indica que meu carro é um local sagrado.

Quanto ao brinco encontrado, tenho certeza que você o colocou aí só para testar a minha fidelidade.

19 setembro 2009

Estou com medo!


Já conversei com uma viúva. Anteontem faleceu uma amiga de amiga. A gripe suína está entre nós.
O governo não está preparado e não tem plano contra a gripe.
O Brasil rico que empresta dinheiro para o FMI não tem grana para adquirir as vacinas e está economizando.
Deveriam imunizar os pacientes suspeitos na primeira consulta. Brigar contra a gripe. Atacar os focos em vez de permanecer na defensiva, poupando vacinas e esperando a gripe atingir toda a população.
Que esqueçam o sonho do Présal e cuidem da realidade. Há motivos para alarme, sim. Esta também não é nenhuma marolinha.
Se não há vacinas, agora, para os poucos pacientes, teremos o caos instalado muito breve quando os pacientes contagiados se multiplicarem feito moscas.
Apodreceremos nas calçadas e o governo não terá de quem cobrar impostos

03 setembro 2009


Pepino e farofa é um livro de crônicas culinárias resultantes de 50 anos de inexperiência no comando de um fogão. São histórias inteligentes, criativas e bem humoradas onde a comida é o prato principal.

No divã do psicanalista convence que o milho afasta a depressão e a solidão. Uma formiga em cima da bancada é motivo para uma fábula. Explica como um violão pode influenciar na preparação do almoço.

O autor diz que só foi possível escrever o livro graças à sua mãe que, na infância, incentivou-o a brincar de carrinho em vez de comidinhas e panelinhas. Descobrirá que Neil Armstrong não disse que Pepino e farofa é um pequeno livro para o homem e um grande livro para a humanidade. Enfim, são 48 aventuras temperadas com bom humor.

Edição da LGE, com o apoio do FAC. Tem 160 páginas.


Quase pisei! É um livro de crônicas com temática andante. Os mortais caminham, Klotz viaja na criatividade. Com escrita na primeira pessoa do singular, convence os leitores de que tudo é verdade e que aconteceu com ele. Também nos dá a impressão que o mundo só começa a acontecer quando calça o tênis e sai para a rua. Seu olhar de cronista sempre está atento através de lentes irônicas, bem humoradas e às vezes poéticas, quando coloca os óculos líricos. O entusiasmo e a alegria do autor são contagiantes.

Edição do autor, com o apoio do FAC. Tem 160 páginas.


Roberto Klotz é um engenheiro que saltou do topo do prédio recém-construído e estilhaçou-se em parágrafos. Nasceu no século passado. Bem-humorado, crítico, vacinado, analfabeto, irônico, paulistanamente candango. Suas histórias muitas vezes têm finais surpreendentes. Enquanto aprendia a cozinhar, escreveu Pepino e farofa, um livro de aventuras culinárias, engordou de tantas pizzas encomendadas. Para perder peso, o médico recomendou que caminhasse. Durante as caminhadas encontrou elefante, lâmpada mágica, cão bravo, pegadas de onça, muito cocô e 45 motivos para exercitar o bom humor em Quase pisei!


Os livros de crônicas Pepino e farofa e Quase pisei! podem ser adquiridos diretamente com o autor.

Cada exemplar custa R$ 28,00 para entregas no Plano Piloto em Brasília.

Para todos os outros lugares do Brasil, com a postagem, custa R$ 30,50

2 exemplares na mesma remessa saem por R$ 59,80

3 exemplares na mesma remessa saem por R$ 89,40

Para saber quem efetuou os depósitos acrescentarei alguns centavos identificando o número do pedido.

Faça seu pedido através do e-mail r-klotz@uol.com.br, fornecendo a quantidade desejada, o endereço para a entrega e nome para a dedicatória, se desejar.

Responderei informando o valor exato e fornecendo conta corrente do BB para crédito bancário.


 
Search Engine Optimisation
Search Engine Optimisation