20 setembro 2009

Meu carro


Os vidros são claros: nada tenho a esconder. Tem ar condicionado: não preciso de desculpa para ventilar perfumes diferentes do seu. A cadeirinha da nenê mostra meu orgulho de ser pai. O crucifixo pendurado no espelho indica que meu carro é um local sagrado.

Quanto ao brinco encontrado, tenho certeza que você o colocou aí só para testar a minha fidelidade.

5 comentários:

Klotz disse...

Comentários recebidos no Bar do Escritor:

Reginaldo Santos - kkkkkkkk


Mª Júlia Pontes - ahahaha
se eu encontro o brinco, faço vc engolir!!!! sem piedade.
he,he


Fillipe Jardim - kkkkkkkkkkkkk
Sabe, lembrei de uma crônica do Luís Fernando Verissimo. Uma onde um cara vai trocar o pneu do carro e sua aliança segue bueiro abaixo. Ele pondera um tempo sobre o que é melhor: dizer a verdade, ou inventar que perdeu a aliança no motel, quando estava com outra mulher, fazendo com que a esposa pense que, aí sim, ele estava sendo sincero...


Mª Júlia Pontes - nesse caso, o Klotz ia engolir a minha aliança, he,he
sou má.


Fillipe Jardim - Tá aqui: http://www.releituras.com/lfverissimo_alianca.asp


Lena Casas Novas - fica aquele...
"jeitinho brasileiro"
até na forma de descrever o carro


liz Vidigal - *rr
bonitinho, Klotz.


Klotz - Engolir o seu brinco Emejota?
hahahahaha

Amarilis disse...

Caderinha de nenê? Ninguém merece! Vou levar o guri no mc donalds - ver se ele engorda 6 quilos - pra me livrar da minha. Hahaha.

Klotz disse...

Não cometa esse pecado. Você poderá ser incriminada por atentado violento contra crianças.
hahaha

Klotz disse...

Leonardo - Spoke - Quintela - ah, é só falar que o filho primogênito levou a namorada pra passear de carro.

Mª Júlia Pontes - ahahah, essa foi boa Mr. Klotz!
pensando bem... melhor deixar os brincos quietinhos né?

Ruy Villani- Sempre Klotz. Boa leitura garantida.

Zulmar Lopes - Quem disse que tamanho é documento?
Curto e bom!
Lembrei de um curta chamado "O Brinco" onde a joia passa pelos personagens causando reações diferentes em cada um. Não tenho certeza se baseado na crônica do LFV.

Cel Bentin / Marcel Veiga - olha o repertório dos amigos servindo cronicamente à uma nova cartilha. tá anotado. síntese mantenedora de boas famílias: as automotivas.

Iriene Borges - hahahahahaha Boa

Klotz - Puxa, lembrarem LFV ao ler as minhas linhas? Nem preciso almoçar. Estou inchado de alegria.
Obrigado pela leitura. Mas atenção isso é só uma personagem. Eu jamais agiria assim. Tampouco diria que o brinco era meu. Hahahaha.

Alex Wolff disse...

Só passando pra agradecer a visita no xwolff.blogspot.com

 
Search Engine Optimisation
Search Engine Optimisation