15 março 2009

Carrotes au charbon

Há dias nublados em que estou com médio apetite e devo preparar alguma coisa na cozinha. Chegou a hora da janta. A falta de inspiração me leva a abrir a geladeira e vasculhar todos os cantos e gavetas à procura de alguma solução sem esforço. Por preguiça não abro aqueles potinhos plásticos com lembranças de outras refeições. Tampouco investigo o que contêm aquelas dezenas de vidros da porta da geladeira. Fico incomodado ao ouvir o açucareiro na geladeira gritando que devo iniciar urgente mais uma guerra inútil contra as formigas. Até a garrafa d’água está quase vazia. Melhor que as formas de gelo.
– Pizza? Lasanha? Miojo? De novo, não!
Sempre ouço que deveria, nestes tempos frios, tomar uma saudável sopa, um salutar caldo ou um robusto creme. Isso é comida de maricas! Homem que é homem come pizza, lasanha e miojo. Tudo misturado. E depois vomita! Argh! Hoje não tenho que provar nada para ninguém. Afinal, estou sozinho.
– Nada como uma cervejinha para clarear a mente e a urina!
Vou ao micro e acesso a internet. Receitas culinárias? Nem pensar. Vou para uma sala de bate-papo para descobrir alguma alma caridosa que saiba preparar algo leve e saboroso para aplacar minha fome.
Salas de bate-papo sempre têm um tema em discussão, dessa forma muitas pessoas se encontram virtualmente: cada uma se conecta a partir de um micro. Os temas são variados: seleção brasileira com 38 interessados; literatura com 3 presentes; carros com 7 participantes; sexo, com 92 pessoas – Isso não é sala de bate-papo, é orgia. Antropologia, sala vazia; culinária, 6 participantes, é aí que eu vou.
Insiro meu nome e uma pergunta:
– Alguém aí sabe como preparar alguma coisa fácil e rápida? Eu sou totalmente leigo na cozinha e estou com vontade de comer algo leve.
Fico feliz com uma boa recepção. Todos me desejam boa-noite e uma Sônia muito prestativa informa que tem a solução para mim: Carrotes au Charbon.
Informo que nada entendo de cozinha e menos ainda de francês.
Ela foi muito gentil e disse que deveria ir para a cozinha descascar 2 cenouras, cortar em rodelas e colocar em uma panela com fogo alto. Ela aguardaria meu retorno para novas instruções.
Feliz com a solução. Vou à cozinha velozmente cumprir aqueles passos da receita.
Retorno ao micro, entro na sala e procuro por Sônia.
Sônia me aguardava.
– Este é um prato no qual eu sou especialista. Aprendi com meu avô. Ele era francês, um tremendo gozador e um excelente cozinheiro. Sabia preparar pratos com muita rapidez e com sabor inigualáveis. Já ensinei esta receita para muitas amigas e três namorados. Todos o consideraram um prato inesquecível. Você será o próximo a dar sua opinião.
– Sônia, rápido, qual é o próximo passo? Estou sentindo cheiro de queimado!– Parabéns, sua receita já está pronta. Carrotes au Charbon significa cenouras ao carvão.

※ ※ ※ ※ ※
Esta crônica está em Pepino e farofa.

5 comentários:

Sonia disse...

Com receita não funciona. As legítimas carottes au charbon exigem que se participe do Multiply.

Klotz disse...

Repare de quem é o comentário acima: Sônia.
Pois foi esta grande figura quem me ensinou esta deliciosa receita no Multiply.

Klotz disse...

Isso aconteceu.
Aconteceu de verdade. Acredite.
A gentil escritora Sônia Sant'Anna passou a receita para mim e eu a executei com maestria.
Aconteceu que só agora vejo o nome correto da receita: carotte au charbon. De um jeito ou do outro, o sabor é inigualável.

zymboo disse...

Olá, boa tarde!
Meu nome é Patrícia e represento a empresa Zymboo.com.
Gostamos muito do seu blog e gostaríamos de convidá-lo a publicar seus textos em nosso Espaço Literário.
Com isso, você poderá aumentar as visualizações de seu blog e ter seus textos publicados em um grande portal da Internet (www.zymboo.com).
Basta que nos envie seus textos e os publicaremos na Zymboo juntamente com seu nome e a URL do seu blog.
Escreva-nos: espacoliterario@zymboo-inc.com 
 

Klotz disse...

Obrigado pelo convite.
Vou visitar e conhecer o espaço.

 
Search Engine Optimisation
Search Engine Optimisation